Marketing Jurídico Digital: como começar?

O marketing  digital está consolidando a presença digital de diversas áreas profissionais. Por essa razão, o marketing jurídico não poderia certamente deixar de estar presente no meio digital.

Como toda a estratégia digital, o marketing para advogados também apresenta a necessidade de um planejamento e de uma estratégia bem definidos. Visando sempre os resultados, sejam eles para conquistar novos clientes ou se destacar em meio à concorrência, todas as ações devem estar alinhadas aos objetivos da carreira do profissional e/ou do escritório.

Para responder algumas dúvidas sobre marketing jurídico, separamos alguns dos principais pontos que devem ser observados para criar uma estratégia para melhorar os resultados do seu escritório. Acompanhe o artigo.

 

marketing jurídico

 

O que é marketing jurídico?

 

O marketing digital pode e deve fazer parte do trabalho de profissionais da área jurídica. Tornando-se um grande aliado, ele ajuda o advogado a definir o perfil de seus clientes, saber quais as suas necessidades e os assuntos que os interessam. Além disso, o uso de sites, blogs e redes sociais ajudam a chegar até o público e atraí-lo para uma conversa no escritório.

A estratégia de marketing jurídico expande o alcance do escritório e permite entregar valor aos possíveis clientes. Isso ajuda não só a conquistar novos clientes, mas melhorar o relacionamento com eles e ser mais assertivo no atingimento de metas e objetivos do escritório. Quanto mais você trabalha estrategicamente a sua imagem e a do seu escritório, melhor é a sua reputação entre seus clientes e concorrentes.

 

Advogado fazendo anúncios no Google Ads

 

Como começar?

 

Colocar em prática ações de marketing jurídico aproxima a sua marca do seu público de interesse e transforma clientes em admiradores do seu trabalho. Contudo, antes de usar as ferramentas de marketing jurídico é necessário entender o que é permitido pelo Código de Ética da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil).

O Código de Ética do Advogado, no artigo 5º, impede ações mercantilistas para exercício da profissão, ou seja, proíbe divulgação exclusiva de venda. Também é proibida a propaganda em veículos de comunicação, como rádios, cinema, televisão, outdoors e a divulgação do serviço em cartazes, panfletos, e-mail marketing, pois configuram ações de cunho mercantilistas.

O artigo 28 aponta que é permitido ao profissional anunciar seus serviços de forma individual ou coletiva, mas desde que aja com discrição e moderação, com a finalidade exclusiva de informar. Portanto, o marketing digital para a área jurídica deve ser usado diferentemente da publicidade. A publicidade direciona sua comunicação para a venda, enquanto o marketing digital auxilia na construção do produto ou serviço de forma a atender os desejos e necessidades do cliente. Dessa forma, criando um relacionamento, principalmente através de conteúdos relevantes e de valor para o público-alvo.

Por isso, para começar é fundamental traçar os objetivos do seu marketing jurídico, que resultados você quer atingir e em quanto tempo. Definir o seu público-alvo vai ajudar a definir a estratégia ideal para alcançá-lo. Além disso, é importante que você escolha os canais que você vai utilizar para atingi-lo. Site, blog, perfil em todas as redes sociais. De fato, é de extrema importância que você conheça o seu público e entenda quais desses canais vão atraí-los. Bem como, quais desses canais eles utilizam para buscar informações da sua área de atuação.

 

Advogada estudando marketing digital

 

Marketing jurídico nas redes sociais

 

As redes sociais para advogados são uma grande vitrine para quem quer criar autoridade e divulgar seu conteúdo. Estar nas principais redes também é uma forma de se manter atualizado e de observar os concorrentes e fazer benchmarking.

Não é proibido o uso das redes sociais por advogados, mas isso deve ser feito com cuidado e parcimônia, respeitando as leis que citamos acima e sempre com o intuito de informar e nunca de vender os serviços oferecidos.

Observe que cada rede social tem suas características específicas e que seu público-alvo pode não utilizar todas elas. Por isso, é importante traçar uma estratégia eficaz e direcionar seus esforços para uma plataforma que realmente possa trazer resultados para o seu negócio.

Crie um perfil profissional e tenha em mente que o grande objetivo das redes sociais para advogados é criar engajamento, ou seja, criar interação e relacionamento com seu público, tornando-o um seguidor que poderá no futuro se transformar em um cliente.

 

Algumas dicas para você acertar no seu marketing jurídico de conteúdo:

  • Responda dúvidas do seu público-alvo
  • Divulgue seus conteúdos em grupos e comunidades online que se interessem pelo assunto
  • Faça estudos de casos para mostrar como o seu escritório resolveu o problema apresentado
  • Utilize estratégias de SEO para que seu material apareça nas primeiras páginas do Google
  • Lembre-se que marketing jurídico é relacionamento, então interaja e responda sua audiência
  • Produza conteúdos mapeando e conhecendo o público de cada rede social

 

Advogado fazendo marketing digital jurídico nas redes sociais

 

Posso Fazer Anúncios no Google?

 

O advogado pode sim fazer anúncios no Google, mas deve respeitar os limites impostos pelo Código de Ética da profissão, que proíbe ações com cunho exclusivo de venda ou autopromoção.

No artigo 31 do Código de Ética e Disciplina fica estabelecido que a publicidade na internet deve usar de informações objetivas, com discrição e moderação, podendo utilizar links patrocinados com dados sobre o advogado, escritório e demais considerações pertinentes. Ou seja, é permitido que o advogado faça divulgações informativas abordando assuntos pertinentes ao Direito, como esclarecer dúvidas e auxiliar em temas que sejam de interesse do público.

Sendo assim, a produção de conteúdo é a estratégia ideal para ter uma imagem na internet. E o Google Ads traz a possibilidade de segmentação do público, ajudando a especificar qual o tipo de pessoa que será impactada com o anúncio.

 

8 dicas para você começar a fazer marketing jurídico

 

A American Bar Association ABA (Ordem os Advogados dos EUA), entrevistou advogados bem-sucedidos e consultores de escritórios de advocacia, em busca de ideias e aqui listamos algumas das estratégias simples de marketing para advogados que resultaram dessa pesquisa:

1) Os advogados precisam entender que em tempos de transformação digital, não basta apenas fazer um bom trabalho. Eles precisam ser lembrados. E as estratégias de marketing digital para a área jurídica estão aí para auxiliar nisso;

2) Se você tem um blog relacionado à sua área de atuação, forneça informações que sejam realmente úteis, através da criação de conteúdo relevante para os seus prováveis clientes;

3) Crie um identidade visual que seja reconhecida pelos seus clientes. Isso ajuda a manter não somente uma personalidade exclusiva, como cria vínculos com sua audiência, que reconhece facilmente seu conteúdo;

4) Avalie muito bem quem é realmente seu público-alvo. Quem são os tomadores de decisão em seu nicho de mercado. Conheça seus problemas jurídicos melhor do que ninguém;

5) Desenvolva um relacionamento primeiro com seus clientes. Envie-lhes notícias que possam lhe interessar, como alguma pergunta ou comentário. Uma estratégia para isso é usar o inbound marketing e o e-mail marketing como aliados;

6) Um website é sem dúvida fundamental para sua área de atuação. Crie um site e um blog também. Crie conteúdos com assuntos interessantes e relevantes. Não precisa ser longo ou um relatório de pesquisa, mas que agregue valor à sua audiência. Em contrapartida, isso ajudará a trazer mais tráfego para o seu site, onde poderá falar mais sobre seu trabalho e seu escritório;

7) Instale o Google Analytics em seu website. Essa ferramenta detalha que termos levaram as pessoas a visitar sua página e quanto tempo permaneceram nela. Você também pode usá-la para identificar termos populares de busca e colocar esses mesmos termos, quando se relacionam à sua área, em seu site;

8) Trabalhar com uma assessoria de imprensa, se tornar uma fonte de repórteres em sua área de especialização, são providências que produzem ótimos resultados para o advogado e para o escritório.

 

Advogado fazendo marketing digital jurídico nas redes sociais

 

Concluindo, o marketing jurídico é uma ferramenta digital excelente para ajudar os advogados a serem encontrados na internet, posicionando-se como referência na sua área de atuação, aumentando sua credibilidade e gerando relevância, além de manter uma boa relação com seu público.

Porém, apesar de o marketing digital ser uma ótima ferramenta para advogados, criar estratégias eficientes exige conhecimento técnico, estratégico e especializado. A contratação de uma agência pode auxiliar a evitar desperdício e otimizar os valores gastos.

E para isso a Ideia possui soluções em marketing de conteúdo jurídico, que podem auxiliar advogados a investir na área de forma mais assertiva. Desde a criação do site, até a escolha da melhor estratégia para divulgação dos conteúdos, saiba mais como podemos te ajudar a alcançar resultados reais com marketing digital.