Conversational marketing e rcs: o fim do SMS e novos rumos para as trocas de mensagens via smartphones

Durante o painel Digital Transformation 2.0 for the Consumer, na MWC 2018 (Mobile World Congress), estudiosos do mercado do Marketing Digital previram a substituição do atual SMS Marketing pelo novo RCS Marketing ou Rich Communication Service. Este novo momento da indústria mobile permitirá elevar as mensagens a patamares mais elevados, possibilitando enviar áudios, vídeos e imagens sem utilização de aplicativos. O grande player neste mercado é, adivinha quem? Ele mesmo, o Google. O porquê não é difícil de descobrir: bater de frente com a hegemonia do Facebook, dono dos apps WhatsApp e Messenger.

Uma das grandes vantagens do RCS em relação ao WhatsApp, por exemplo, é o fato de ser uma tecnologia global que pode ser usada por qualquer empresa. Ou seja, ninguém é dona dela e todos os fabricantes de smartphones poderão desenvolver um app próprio para mensagens através de RCS. Isso facilita sua implantação no sentido de que não será preciso atender aos requisitos de uma política de utilização de organizações.

A estratégia faz parte de um novo conceito chamado Conversational Marketing, que induz a uma comunicação “one-to-one” entre marcas e consumidores, sem que hajam intermediários para isso. Por incrível que pareça, mesmo com a liderança total do WhatsApp como ferramenta de trocas de mensagens, ainda bilhões de SMS são disparados por empresas diariamente para falarem com seus clientes. O lançamento do RCS vem para otimizar este canal, uma vez que a estratégia vai muito além da troca de mensagens em diferentes formatos. O RCS poderá gerar uma enriquecedora base de dados na nuvem que otimizará a capacidade de engajamento, para marcas de varejo, e-commerce e Marketing Digital.

No Brasil, para que RCS dê certo, é preciso que o “pool” de operadoras adotem um padrão e as principais delas já sinalizaram que oferecerão suporte ao RCS. Porém, ao invés de cobranças como um SMS tradicional, elas descontarão da franquia de dados do cliente. É claro, a quantidade de recursos disponíveis dependerá de cada operadora de telefonia, mas a expectativa é que a maioria seja liberada para todos os usuários.

Sobre as possibilidades de utilização do RCS no mercado, as opções são várias: melhorias no atendimento ao cliente, facilitar as diretrizes do Marketing Digital, simplificar processos operacionais (agendamento de consultas médicas, por exemplo) e pesquisas de satisfação. Uma companhia aérea poderia emitir seu voucher de check-in ou cartão de embarque via RCS, diminuindo o tempo das pessoas nas filas e, posteriormente, comunicando-se com ela através da mesma ferramenta. Isso, inclusive, otimiza o tempo gasto adicionado um grande número de telefones diariamente no WhatsApp.

Já deu para perceber que o RCS é uma grande tendência para o futuro, né? A MWC 2019 vêm aí, de 25 a 28 de fevereiro, em Barcelona, para nos trazer mais novidades sobre o RCS. A Ideia Agência Digital está de olho neste novo momento da indústria mobile para que possamos entender mais do assunto e, num próximo passo, oferecer aos nossos clientes. Entendemos e respiramos este mercado, por isso, para colocar em prática sua estratégia de Mobile Marketing, fale com nosso time de especialistas no assunto.

Até logo!

A Ideia Agência Digital tem sede em Porto Alegre – Rio Grande do Sul, mas seu pensamento é global. Há seis anos no mercado da tecnologia e internet, nossa equipe respira Marketing Digital e inovação, através da atualização e inquietude contínuas de todos que fazem a empresa. Somos Google Partners e especialistas na construção de sites, SEO, Social Media Marketing e todas as ações de um plano de Marketing Digital completo. Gostou do nosso texto? Manda um e-mail pra nós com o seu feedback: atendimento@ideiaagednaidigital.com.br.